domingo, 23 de março de 2014

(In)consciente




A garota em pé na porta tinha uma leveza indecifrável e uma tristeza encoberta pela admirável beleza. Ela olhava atentamente ao redor e parecia ansiosa como a espera de alguém que não vinha. Eu estava a apenas a alguns metros de distancia e subitamente parei o que estava fazendo para admirá-la.

Vestindo um vestido preto colado ao corpo, óculos escuros, batom vermelho, mãos generosas que deslizavam sobre o longo e liso cabelo loiro. Tive os piores devaneios em vislumbrar essa cena em plena luz do dia.

 Nunca entendi porque beleza e tristeza me atraiam. Talvez porque num vislumbre obsceno de minha mais pérfida imaginação ali estaria eu... 

Perdido em meus pensamentos, não vi quando ela saiu. Alguns mistérios ainda não estavam prontos para serem desvendados. Ela saiu pela porta, eu estava prestes a entrar num território sombrio...

Simony Thomazini

Nenhum comentário:

Postar um comentário